23 de junho de 2011

Coração Apaixonado, Chelsea Cain

Em Coração Apaixonado, a autora traz de volta a perturbadora relação de Archie e Gretchen. “Esta é uma história de amor na medida em que estas duas pessoas têm obsessão uma pela outra. Não é saudável. Não é romântica. Mas há nela uma intimidade que é semelhante ao amor, ou ao que se entende por amor em relacionamentos manipuladores, violentos, terrivelmente conturbados”, observa Chelsea Cain. (...) Outro imprevisto dá a real dimensão do caso que novamente está nas mãos de Archie: Gretchen Lowell finalmente escapou da prisão. A essa altura, o detetive já não consegue se concentrar em outra coisa além de sua obsessão por Gretchen, que ele não vê desde que se mudou de volta para a casa onde vivia com a esposa e os filhos. Seus esforços para reconstruir a vida familiar não são mais fortes do que as marcas deixadas pelos dez dias de tortura nas mãos da psicopata. O detetive precisará de uma vez por todas encontrar um meio de eliminar a ameaça que a serial killer representa para a comunidade local, para a sua sanidade e de sua família. Mesmo que para isso seja preciso oferecer a si próprio em sacrifício, o que não seria uma má ideia se lhe permitisse saciar a paixão que sente.
Meu Deus, desde que o primeiro terminou, eu estava incrivelmente doida para começar a ler o segundo. O livro é ótimo e, como o primeiro, perfeito (ou quase). Neste, Archie encontra um corpo no Parque, exatamente no lugar onde, doze anos antes, o primeiro corpo torturado e assassinado pela Beleza Mortal fora encontrado. Sua vida, como quase sempre, vira de cabeça para baixo por causa do crime.

Archie voltou a morar com a família em uma adorável casa. Debbie, sua esposa, sabe que ele não é o mesmo, mas está feliz por ele estar com ela e com seus dois lindos filhos, um na primeira e um na segunda série do ensino fundamental. Para viver com eles, o detetive teve que renunciar ao direito de ver Gretchen aos domingos - coisa que o está matando lentamente.

Por mais maluco que seja, é a serial killer quem mais sofre com a falta das visitas. Para mim, ela sente algo bastante forte por Archie, nem que seja a vontade de controlá-lo, pois as coisas que faz para estar com ele são, no mínimo, tão fortes quanto a obsessão que ele sente por ela. Mas Archie está certo de que ela não tem sentimentos, de que mal é humana. E, mesmo assim, não consegue se desencantar por ela. A idéia, então, de Gretchen ser transferida da prisão onde está, para que possam mantê-los separados, é terrível para ele. No caminho, porém, a notícia: Gretchen conseguiu escapar. Ela está à solta novamente, e mal pode esperar para encontrar-se com Archie novamente.

O que dizer sobre "Coração Apaixonado"? Acho que foi bem mais tensão sexual do que mistério em si, e senti um pouco de falta de ficar me perguntando quem seria o assassino. O mistério ficou por conta da trama de Molly Palmer (novamente trazida à tona por Susan), que não foi o suficiente para me deixar aturdida. No entanto, o relacionamento entre Archie e Gretchen tornou-se mais evidente, mostrando que, apesar de ser uma psicopata, não é capaz de matar o detetive - não com suas próprias mãos, pelo menos - e não quer se separar dele. Gretchen e Archie são unidos por laços mais fortes que paixão e obsessão, para mim, e essas são palavras poucas para descrever o quão loucos um pelo outro eles são -- e loucos no pior sentido, eu juro. Era completamente doentio, o relacionamento dos dois, e, ao mesmo tempo, havia algumas cenas em que, para mim, pelo menos, chegava a ser quase adorável. Quer dizer, se tiradas do contexto psicopata/detetive/cativeiro.

Eu simplesmente amei, mais uma vez, esse livro. Só dou quatro estrelas, e não cinco, porque acho que o mistério de Molly poderia ter sido mais bem explorado, e porque gostei mais do primeiro. Mas recomendo à todos, tão bom é!

Ah! Também temos que ter atenção para Susan, a repórter gracinha que é muito importante também em "Coração Ferido", e Henry, o parceiro policial de Archie e seu melhor amigo. Os dois tem uma relação que não tem nada de amorosa, e são muito engraçados quando estão em cena juntos. Achei que "Coração Apaixonado" teve um pouco mais de humor do que o primeiro, principalmente por causa de Henry e Susan.


Nota: ★★★★☆
Páginas: 320
Editora: Suma de Letras

2 comentários:

Miih D. Bαstos disse...

Demorei mas apareci! \õ
Aqui está lindo, Nina! Amei!
Desculpe não ter comentado nos posts anteriores... Mas li todos! :3
Agora fiquei animada para ver o filme Midnight in Paris! *-*
E também despertou meu interesse por essa série de livros. É muito caro o Coração Ferido e o Coração apaixonado? >.<
Aguardo novos posts! ;3
Tentarei voltar aqui com mais frequência. >.<

Luiza disse...

Legal a dica do livro. :)

Bjs

Postar um comentário